segunda-feira, 27 de maio de 2013

Alunos do Dom Gastão que cursarão Universidade em 2013.


Alunos do Dom Gastão que cursarão Universidade em 2013.

A Equipe Gestora e os professores da EE “Dom Gastão Liberal Pinto” parabeniza os/as alunos(as) das 3ªs séries do Ensino Médio que seguirão seus estudos em um patamar mais elevado, cursando uma Universidade e se tornando grandes profissionais em seus mais variados ramos.
Segue abaixo os nomes dos alunos (as), os cursos e Universidades que buscarão a sua formação acadêmica.

Nome do aluno (a) – 3ºA
Curso
Universidade
Bruna Tiosso Peixoto
Psicologia
UNIARA
Rafaela Flávio Anselmo
Engenharia de Produção
Ciências Contábeis
UNIARA
UNIP
Angélica Camargo Carvalho
Administração
UNIARA e UNIP
Ana Cláudia da Silva Pinto
Arquitetura e urbanismo
UNIARA e UNIP
Bruno Roberto Moreira
Biomedicina
UNIARA
Valéria Maria Botácio
Administração
UNIARA
Cinthia Lara Fajardo
Engenharia de Produção
UNIARA
Rafaela Tainá Rodrigues
Psicologia
UNIARA e UNIP
Luana Pires dos Santos
Eng. de Produção Mecânica
Engenharia de Produção
UNIP
UNIARA
Gabriela da Silva Santos
Direito
Psicologia
UNIP
UNIARA
Nayara Romanenghi
Educação Física
UNIARA
Isabela M. P. Ricardo
Educação Física
UNIARA
Maria Gabriela Silva de Carvalho
Estética e Cosmética
UNIARA



Nome do aluno (a) – 3ºB
Curso
Universidade
Sabrina Botigelli
Educação Física
UNIARA e UNIP
Tainara Aparecida da Silva
Direito
UNIARA e UNIP
Luana Mensato
Biomedicina
UNIARA e UNIMAR
Dhara Gabriela Lobo
Engenharia Bioenergética
UNIARA
Rafael Stolberg
Farmácia
UNIP
Franciele Camargo
Psicologia
UNIP
Jeisse Kelly Ferreira de Lima
Engenharia Civil
UNIARA
Marcelo Henrique Valença Junior
Direito
UNIARA
Ingrid Caroline Alves dos Santos
Direito
UNIARA
Cíntia Evangelista
Pedagogia
UNIP
Vanessa Rugani Marangoni
Educação Física
UNIP



Nome do aluno (a) – 3ºC
Curso
Universidade
Beatriz Ribeiro Gambero
Enfermagem e Biomedicina
UNIP
Bruna da Silva de Jesus
Biomedicina
UNIARA
Sávio Roberto Tinós
Biomedicina, Biologia e Agronomia
UNIARA
Marcieli Andressa
Agronomia
UNIARA
Giovana Cristina Morais França
Biomedicina
Odontologia
UNIP
UNIARA
Letícia Dias Gonçalves
Psicologia
UNIP



Nome do aluno (a) – 3ºD
Curso
Universidade
Jaine de Oliveira Bernardo
Enfermagem
UNIARA
José Augusto Amâncio
Engenharia Mecatrônica
UNIARA
Patrícia Pellegrini
Administração
UNIARA
Luis Henrique Coura
Economia
UNIARA
Amanda Mourão Brabo
Medicina Veterinária
UNIP



Nome do aluno (a) – 3ºE
Curso
Universidade
Marcos Vinícius Gonçalves
Direito
UNIARA E UNIP
José Francisco Gonçalves Júnior
Farmácia
UNIARA
Jaini de Melo Rezende
Agronomia
UNIARA
Patrícia de Almeida Silva
Direito
UNIARA

Artigo de opinião “Diferença entre Arte e Diversão”


Artigo de opinião
“Diferença entre Arte e Diversão”

O longa metragem “A Cartomante” dos diretores Wagner de Assis e Pablo Uranga, produzido no ano de 2003, trata de um assunto polêmico em qualquer época: a traição, ou seja, o adultério.
Inspirado no conto do mesmo nome, escrito no século XIX, pelo autor Machado de Assis, o filme conta a história de três pessoas que, por conta do destino, se encontram. Vilela, médico formado que trabalha em um hospital do Rio de Janeiro, está prestes a se casar com Rita, uma moça ingênua que acabou de se mudar para a cidade grande. Vilela apresenta à sua noiva Camilo, um velho amigo de infância, que vive uma vida tranqüila e não está acostumado a trabalhar.
Tudo muda a partir do momento que Rita e Camilo começam a se envolver, tornando-se amantes. A história conta também com uma psicóloga, esta de suma importância ao longo do filme, que está sempre presente na vida de Rita, por ser insegura em relação as suas escolhas.
O filme mostra, com cenas fortes, vícios que podem ser considerados da época atual, como drogas, bebidas e sexo; enquanto o conto, do qual se originou o filme, valoriza os costumes e culturas de uma época antiga.
Inclui no elenco atores famosos, como Débora Secco, Giovana Antonelli e Luigi Barricelli, o que faz com que o filme, que é brasileiro, seja bem feito e tenha audiência. Mas, ao contrário do conto, o filme foca a diversão e coisas passageiras.
Apesar de bem feito e interessante, o filme deixa a desejar quando comparado ao conto. Espera-se uma coisa totalmente impactante e que prenda a atenção do telespectador, mas se tem algo mais voltado para o entretenimento.
O conto é duradouro, ou seja, o leitor não irá esquecê-lo; enquanto o filme, visto como passa tempo, será esquecido mais rápido. Mais uma vez, fica provado que a arte ainda é preferível à diversão.
Aluna: Tainara Ferreira – 2ª série B – Ensino Médio
Professora: Maria Josefina Simionato Hortense

Arquivo do blog

Palavra da vice-diretora

Palavra da vice-diretora


Disciplina é liberdade”

Até pode parecer contraditório, mas não é. Somente através da disciplina pode-se obter a liberdade. Disciplina não é só ter obrigações, deveres, regras, condicionamentos ou cumprir exigências, pelo contrário, disciplina também é se auto-gerenciar, é estipular condições importantes e necessárias para que, durante a busca por suas metas pessoais, não haja complicações nem nada que nos impeça de atingir tal objetivo.

Disciplina é a peça chave da competência, afinal, é competente aquele que cobra resultados de si mesmo e não espera que outros façam isso. E esses resultados obtidos com disciplina não são para os outros, são para você mesmo.

Alguém que se disciplina em algum objetivo, garante que ele seja realizado com sucesso e acaba com qualquer chance de falhas. Ninguém vence na vida sem ter disciplina. Não adianta nada planejar atos e ações e, sem disciplina, não cumprir todas as suas vertentes que se fizerem necessárias.

Quem não conhece pessoas muito inteligentes e capazes que, por falta de disciplina, não conseguem aproveitar todo esse potencial e transformá-lo em resultado. Por exemplo, um rapaz acima do peso que estipula a meta de emagrecer deve disciplinar-se a praticar exercícios regulares, não ingerir comidas com alto teor de gorduras e etc. Ninguém cobrará essas atitudes dele, e se ele mesmo não o fizer, jamais alcançará seu objetivo.

A vida escolar prepara crianças e jovens para o futuro, para o competitivo mercado de trabalho e para a vida. Quem tiver bom desempenho nas atividades propostas pela escola terá mais facilidade em ter um bom emprego, realizar as tarefas que lhe for designada. Aprender a seguir regras torna possível a adaptação em empregos que exigem disciplina, e pode ter certeza, que todos os bons empregos exigem.

Aliada as suas qualidades e dons, a disciplina permite chegar onde se quer. E quando se alcança os objetivos propostos, nos tornamos ainda mais fortes. Estando mais fortes, passamos a ter a oportunidade e a liberdade de fazer escolhas. E escolher é a verdadeira liberdade. Poder escolher é ter caminhos a seguir, é ter opções, é ter oportunidades criadas não pelo destino ou pela sorte, mas pelas possibilidades criadas por nós mesmos, por aqueles que têm disciplina.

Enfim, quem tem disciplina faz o seu próprio caminho. E isso é ter liberdade.

Lia Matheus

Vice-dirretora

Videos

Loading...